A Formidável História da Virtualização (parte 1/2)


Embora alguns aleguem que a virtualização é algo novo e excitante, ela realmente é um conjunto estabelecido de tecnologias que tem evoluído continuamente durante mais de 30 anos. Os fornecedores de sistemas mainframe e midrange têm oferecido a tecnologia de virtualização, tornando-a possível para muitos recursos de computador, tais como armazenamento; rede; acesso de usuário; desenvolvimento e implantação de aplicação; e o próprio processamento, para entrar em um mundo lógico que não é limitado às restrições do sistema físico subjacente.


image


Os avanços no mercado têm demonstrado que cada camada de um ambiente computacional pode obter benefícios através da virtualização. Os mecanismos de acesso, frameworks de desenvolvimento e implantação de aplicações, gerenciamento de dados, sistemas operacionais, gerenciamento de armazenamento e até mesmo tecnologia de rede, tudo isso sendo aprimorado através da aplicação cuidadosa desse conceito.


Como em outras áreas de tecnologia, foi repetidamente mostrado que nenhuma ferramenta exclusiva, neste tipo de caso de virtualização, é uma panacéia para todos os problemas.


O Kusnetzky Group desenvolveu um modelo que descreve cada uma das camadas da Tecnologia de Virtualização em uso atualmente. Cada uma dessas camadas permite que as soluções existam em um mundo lógico e virtual, ao invés de ter que viver dentro de restrições físicas dos sistemas subjacentes. Se alguém analisasse todas as Soluções de TI em uso em um centro de dados da organização, é provável que todas essas camadas de Tecnologia sejam encontradas. Vamos considerar cada uma dessas camadas de tecnologia separadamente.


VIRTUALIZAÇÃO DE ACESSO


A virtualização de acesso inclui a tecnologia de hardware e software que permite que quase todos os dispositivos acessem qualquer aplicação sem que ambos tenham que saber muito a respeito do outro. A aplicação visualiza um dispositivo usado para trabalhar em conjunto. O dispositivo visualiza uma aplicação que sabe exibir. Em alguns casos, um hardware de finalidade especial é usado em cada lado da conexão de rede para aumentar o desempenho, permitir que muitos usuários compartilhem um único sistema cliente ou permitir que um único indivíduo visualize múltiplas exibições. As funções, tais como serviços de terminal e gerentes de apresentação, são encontradas nesta camada.


VIRTUALIZAÇÃO DE APLICAÇÃO


A virtualização de aplicação inclui tecnologia de software que permite que as aplicações sejam executadas em muitos sistemas operacionais e plataformas de hardware diferentes. Isso geralmente significa que a aplicação foi escrita para usar um framework de aplicação. Isso também significa que as aplicações executadas no mesmo sistema, que não usam este framework, não obtêm os benefícios da virtualização de aplicação. Esta camada de tecnologia torna possível reiniciar uma aplicação em caso de falha, iniciar outra instância de aplicação se a aplicação não está satisfazendo os objetivos em nível de serviço ou fornecer balanceamento de carga entre múltiplas instâncias de uma aplicação para atingir altos níveis de escalabilidade.


A virtualização de aplicação permite que uma organização eficientemente quebre os silos da computação e visualize tudo a respeito de seus sistemas padrão de mercado, como um pool de recursos que pode ser orquestrado dinamicamente para satisfazer os objetivos em nível de serviço, responder falhas planejadas e não planejadas ou até mesmo consolidar as cargas de trabalho em um número menor de sistemas físicos, de modo que os sistemas possam se desligados para reduzir o consumo. Isto também possibilita que múltiplas aplicações anteriormente incompatíveis ou várias versões de uma única aplicação sejam executadas simultaneamente no mesmo sistema físico.


Para saber mais sobre virtualização, acesso o TechCenter de Virtualização no Technet Brasil.


Até o próximo post, um abraço!


Rodrigo Dias (Twitter: https://twitter.com/rodrigodias73)

Skip to main content