Automação no Windows 7


Uma das melhores formas de melhorar a eficiência dos profissionais de TI é através da automação. Com ela, as tarefas que antes exigiam horas de trabalho desses profissionais podem ser realizadas em segundos. Com a detecção do problema e os passos desempenhados automaticamente para resolvê-lo, um processo que antes era realizado manualmente pelo profissional de TI pode agora ser inteiramente automatizado. Ainda há outro benefício: a automação reduz a possibilidade de erro humano.


O sistema de script é a ferramenta de automação mais flexível e potente para profissionais de TI, e o Windows 7 inclui uma versão aprimorada do ambiente de script do Windows: o Windows PowerShell 2.0. Diferente das linguagens de programação tradicionais, projetadas para desenvolvedores que trabalham em tempo integral, o PowerShell é uma linguagem de script criada para ser usada por administradores de sistemas, e não requer a compreensão de linguagens de desenvolvimento complexas como Microsoft Visual Basic®, Visual C++® ou C#.


Como o PowerShell usa a Windows Management Interface (WMI), os scripts podem realizar praticamente qualquer tarefa de gerenciamento que um profissional de TI possa querer automatizar. Você pode chamar ferramentas de linha de comando a partir do PowerShell, habilitando um controle total sobre qualquer aspecto do sistema que faça parte do gerenciamento. O PowerShell pode até mesmo potencializar o .NET Framework, fornecendo acesso a milhares de objetos potentes.


Para desenvolver ou executar um script do PowerShell, ele deve ser instalado no computador. O PowerShell 2.0 está disponível como download para Windows XP, Windows Server® 2003 e Windows Vista, e vem junto com o Windows Server 2008. No Windows 7, o PowerShell 2.0 está embutido no sistema operacional, portanto os profissionais de TI podem criar, distribuir e executar scripts do PowerShell em computadores com Windows 7 sem ter que implantar ou manter softwares adicionais nos PCs de sua organização.


Estas são algumas das tarefas em que os administradores usam o PowerShell no Windows 7:



  • Criar remotamente um ponto de Restauração do Sistema antes de resolver problemas

  • Restaurar remotamente um computador a um ponto de Restauração do Sistema para resolver um problema que não pode ser corrigido facilmente

  • Consultar remotamente as atualizações instaladas

  • Editar o registro usando transações, que garantem a implementação de um grupo de alterações

  • Examinar remotamente os dados de estabilidade do sistema a partir do banco de dados de confiabilidade

Para saber mais sobre PowerShell, Windows 7 e Windows Server 2008 acesse:



Um abraço,


Rodrigo Dias (Twitter: https://twitter.com/rodrigodias73)

Skip to main content