Polémicas à parte…


 

Não vou fazer grandes comentários sobre o assunto relativo aos erros de Português porque já muito foi dito e na maioria das situações concordo com a gravidade da situação. O Magalhães é um projecto educativo e não é um projecto informático e por isso esta situação é grave.


Parece-me totalmente desadequado, a comparação dos erros de Português contidos no software em questão (e que influenciam a aprendizagem das crianças) com as actualizações de software que devem ser feitas periodicamente para qualquer tipo de software.


Por último, as pessoas são livres de dar a sua opinião, trabalhem elas na Microsoft ou em qualquer outra empresa. É lamentável que se faça utilização de uma opinião pessoal para promoção pessoal (seja em Portugal ou lá fora) ou para inventar teorias da conspiração idiotas. Para bom entendedor...


P.S - Escrevi este post no Magalhães do meu filho e o teclado tem os seus desafios. O próximo post peço ao meu filho para ser ele a teclar. 🙂

Comments (42)
  1. Anonymous says:

    Mas o Rui consegue distinguir o que é escrito profissionalmente ou uma opinião pessoal?

    Então explique-me uma coisa: os posts que o Rui faz no blog do software livre é feito profissionalmente ou transmite uma opinião pessoal?

  2. Anonymous says:

    Caro George Orwell,

    Sinto-me lisonjeado por contar com a sua contribuição neste humilde espaço de discussão.

    Fico orgulhoso com a sua análise profunda ao que escrevo e descobrir afinal, que a minha simples opinião revela técnicas e contradições. Apesar do seu legado e da sua alma demonstrar bastante energia e sentido de humor, nota-se nitidamente que está a perder qualidades, já que as suas afirmações não têm qualquer base de sustentação e as suas teorias baseiam-se no princípio da “estereotipagem”.

    Tenho que lhe dar os parabéns pela forma como escreveu este comentário e como teve a arte de nos deliciar com momentos de boa disposição como “A manipulação dos factos a seu favor também é uma constante” e “uma tentativa de tentar levar as pessoas a acreditar num espírito aberto e de partilha a quem tem o objectivo totalmente oposto”. Com o tempo a sua mente foi ficando corrompida e adulterada ao ponto de confundir pontos de vista com “manipulação de factos”, contrapor ideias com “desacreditar críticas” e espaço aberto de discussão com “levar as pessoas a acreditar”.

    Creio que deve continuar a ler este espaço, fazer as suas análises e contribuir para a melhoria do mesmo.  

  3. Anonymous says:

    O Abel Santos apresenta-se neste blog debaixo da capa do anónimato (nunca se identifica),  os seus contributos são parcos em valor ou conteúdo, só sabe "disparar" provocações e quer o mesmo tratamento que os outros que vêm até este espaço para partilhar ou contrapor novas ideias de uma forma constructiva? Está tudo dito.

  4. Anonymous says:

    Caro Rui,

    Não percebi nada desta mensagem. Campanhas políticas, atacar o software livre, vender peixe, ameaças, não consigo perceber o alcance do seu comentário.

    Se bem que o conheço deve estar a querer insinuar qualquer coisa, mas não está a ser muito concreto.

    Em relação aos comentários de outros contribuintes, agradecia que tratasse as pessoas com respeito. Não precisa ser mal-educado só porque as pessoas têm uma opinião diferente da sua.

  5. Anonymous says:

    Caro Abel e rdpt,

    O lema é "open choice". Para escolher o melhor deve-se experimentar o que está disponível.

    Agora existe software que em vez de ensinar, envia este tipo de mensagens aos utilizadores:

    http://blogs.technet.com/photos/openchoice/images/3212480/original.aspx

    Na minha opinião, esta mensagem é muito grave e lamentável.

  6. Anonymous says:

    "Ainda bem que confessa a manipulação da mensagem que estava a passar."

    Maniupalção?? Mas o Rui está bem? Aquela mensagem pode ser obtida por qualquer um que instale o Gcompris num Windows.

    Campanha? Mas será que sempre que o Rui encontra uma adversidade, inventa uma campanha?

    Essas teorias das vulnerabilidades são altamente rebuscadas e acontecem com qualquer software.

    Em relação ao episódio da minha colega, o Rui é o máximo, julga-se acima de todos e com o direito de despedir seja quem for que tenha uma opinião diferente da sua. Lamentável… As pessoas têm opiniões e podem partilha-las livremente.  

  7. Anonymous says:

    Caro Abel,

    É verdade, sim senhor! Para este tipo de situações, tem que ser tudo bem explicado. Se o Rui quiser concretizar, tenho todo o gosto em ser mais concreto!

  8. Anonymous says:

    Caro rdpt,

    Com esse tipo de argumentação, tudo é legitimo. Qualquer razão pode ser boa para incluir uma mensagem daquele género.

  9. Anonymous says:

    Caro Rui Seabra,

    As minhas palavras foram claras mas eu explico melhor. O que eu quis dizer é que quando uma aplicação tem erros que influenciam a aprendizagem do aluno, estes erros não devem ser comparados com a actualização normal do software (qualquer que seja). Uma actualização de software no Windows ou Caixa Mágica não irá comprometer a aprendizagem do aluno, ou seja, não estará a ser mal ensinado. Como disse e reforço a comparação é totalmente desadequada.

    O Screenshot foi o resultado de eu ter instalado o Gcompris, última versão em Português para o Windows e retirada do site da aplicação em questão.

    O resto da sua mensagem, é uma demonstração do seu estilo já conhecido e que está carregado de julgamentos, seja sobre mim ou sobre a Microsoft(que o Rui odeia e já todos sabem disso). Eu tinha "pano para mangas" para alimentar a polémica. Mas quem me conhece sabe que não o faço e nunca o vou fazer. A vida ensinou-me que hoje acontece com uns, amanhã pode acontecer com outros. E eu não vou atirar "pedras".

    Agora existem limites e como vê o meu comentário limitou-se a falar da comparação desadequada que estavam a tentar fazer e do episódio da minha colega que foi incrivelmente vergonhoso.

    Em relação aos valores que se devem passar a uma criança, tenho uma opinião diferente já isso é dado pelos conceitos, pelo professor, pelo país, por todo o envolvimento que existe na escola e em casa.    

  10. Anonymous says:

    Cara Margarida,

    É uma perspectiva válida, já que nem sempre o ataque é a melhor defesa, especialmente nestes casos.

    Não gostava de ir por esse caminho, já que só leva a extremar posições. Veja o exemplo da resposta do Abel Santos.  

  11. rdpt says:

    Polémicas à parte… elas até lhe dão jeito. Não se tratava de nenhum produto vosso, muito menos para uma plataforma vossa, por isso Polémicas à parte até convém alimentá-las.

    Concordo que é mau existirem erros desses em programas educativos, mas ainda a tempestade na imprense se estava a levantar e o problema já estava a ser corrigido. Felizmente está resolvido, corrigido, só é preciso um passo que é essencial saber fazer a qualquer utilizador de um sistema informático: uma actualização.

    E como é que pode estar a dizer mal do teclado do "Tintin dos computadores"?

    Não está por acaso obrigado à lei socrástica de ter que dizer tudo de melhor e mais alguma coisa sobre este projecto?

    Cuidado que ainda lhe aparece a PSP com mandato para vasculhar o seu computador.

    Pelo menos já sei uma habilidade que o seu filho certamente já aprendeu: já deve saber apagar partições do Caixa Mágica no Magalhães de olhos fechados.

  12. Abel Santos says:

    RDPT, não tome o Marcos Santos por trouxa. seguramente ele não quer para os filho dele os que quer para os dos outros.

    Para que não fiquem mal entendidos eu explico.

    Claro que o MS deseja que os miúdos não tenham contacto com outros SO e demais software de  produtividade que não seja da Micro$soft.

    Mas como não sabe o futuro obviamente que quer que o seu filho esteja os mais preparado possível, aliás como qualquer pai. Por isso, obviamente não privará o seu filho de contacto como o maior número possível de produtos. Acho inclusive que sendo esperto como é, incentivará o seu petiz a experimentar toda a tecnologia que puder.

  13. rdpt says:

    Concordo que a mensagem não é muito simpática.

    Mas se olharmos para muitas práticas que a MS usa e defende para garantir o seu mercado, até acho que estão a ser simpáticos. Num certo ponto de vista até educa, temos que ter em conta que muita gente pensa que o MS Windows ou o Office são AS aplicações para o seu tipo de funções e não UMA das aplicações entre outras disponíveis.

    "A cada acção há uma reacção oposta igual."

    Parece que a 3ª lei de Newton não se aplica só à Física…

  14. Abel Santos says:

    Se a MS está tão preocupada com isso porque não publica o Office para Linux?

    Mais grave do que dizer coisas pouco simpáticas é ser hipócrita. No meu ponte de vista, antes um antipático sincero que um simpático hipócrita. Não concorda Marcos?

  15. Rui Seabra says:

    O Marcos Santos é muito engraçado, primeiro sai-se com "Parece-me totalmente desadequado, a comparação dos erros de Português contidos no software em questão (e que influenciam a aprendizagem das crianças) com as actualizações de software que devem ser feitas periodicamente para qualquer tipo de software. "

    No GNU/Linux, a actualização do software que deve ser feita periodicamente (e "as fast as feasible" no caso de problemas de segurança) afecta também correcções de funcionalidade, neste caso de correcção das traduções.

    Mas depois espeta com um screenshot… estranho.

    Das duas uma, ou:

    a) não actualiza o computador do filho

    b) está a alimentar uma polémica destrutiva, que ataca o Governo por não ter escolhido só Microsoft bem como o Software Livre, em vez de contribuir para a tradução do projecto GCompris.

    Qualquer dos casos demonstram uma fé duvidosa, e exemplificam o modelo educativo da Microsoft:

    a) partilhar é mau

    b) hipocrisia é bom

    c) vamos dar o todo pela parte quando é para atacar

    etc…

  16. Rui Seabra says:

    «O lema é "open choice". Para escolher o melhor deve-se experimentar o que está disponível.»

    Quando o contexto é educação, em parte concordo, em parte não. Acho que a experiência que deve ser dada a uma criança deve ir na direcção de lhe ensinar bons valores, como por exemplo a partilha.

    Mas a Microsoft é contra a partilha (basta ler as licenças de quase todos os seus softwares para o verificar), logo esse é um valor que nunca irá incutir nas crianças.

    Parafraseando o que diz, «O lema é "open choice". Para escolher o melhor (de entre incentivo à partilha e incentivo ao egoismo) deve-se experimentar o que está disponível (sem qualquer apoio moral).»

  17. Anti-Fundamentalistas says:

    A Caixa Magica devia ter assumido o erro e pronto. Aquele comunicado e´ ridiculo.

    Fazer uma peticao para voltar a incluir um software cheio de erros de Portugues. Isto e’ o cumulo

    Nota: Nao tenho teclado em Portugues.  

  18. Rui Seabra says:

    «Fazer uma peticao para voltar a incluir um software cheio de erros de Portugues. Isto e’ o cumulo» — Um Palhaço Anónimo

    Você nem leu o texto, ou está a manipular quem queira assinar.

  19. Rui Seabra says:

    «O Screenshot foi o resultado de eu ter instalado o Gcompris, última versão em Português para o Windows e retirada do site da aplicação em questão. »

    Ainda bem que confessa a manipulação da mensagem que estava a passar.

    «quando uma aplicação tem erros que influenciam a aprendizagem do aluno, estes erros não devem ser comparados com a actualização normal do software (qualquer que seja).»

    Quem o está a fazer é a Microsoft. As actualizações incluem correcções às traduções, mas vocês estão a fomentar uma campanha para o esconder.

    As diversas vulnerabilidades constantes do design do Windows (mesmo num sistema perfeitamente actualizado) da Microsoft, obrigam à instalação de software desnecessários que consomem muitos dos parcos recursos destas máquinas. Sabendo bem que são uma corrida da qual partem em desvantagem, eventualmente os jornalistas se aperceberão do risco das criancinhas levarem consigo nodos de alguma botnet utilizada por organizações criminosas.

    «Uma actualização de software no Windows (…) não irá comprometer a aprendizagem do aluno, ou seja, não estará a ser mal ensinado.»

    Está sim, pois a licença ensina-lhe que partilhar é errado e uma violação da Lei.

    «Em relação aos valores que se devem passar a uma criança, tenho uma opinião diferente já isso é dado pelos conceitos, pelo professor, pelo país, por todo o envolvimento que existe na escola e em casa.»

    Tudo aquilo com que a criança interage influencia-a e aos valores que absorve.

    Muito boa moral que a Microsoft pretende lhes ensinar!

    «está carregado de julgamentos, seja sobre mim ou sobre a Microsoft(que o Rui odeia e já todos sabem disso)»

    Você chama ódio, eu chamo-lhe constatação de factos. Aquilo ao que chamo de ódio foram as semanas em que a Microsoft colocou alguns dos seus top bloggers a insinuar que sou mentiroso, ou porventura serão uma demonstração de amor?

  20. Rui Seabra says:

    «e do episódio da minha colega que foi incrivelmente vergonhoso.»

    Concordo, eu teria-a despedido sumariamente.

  21. Rui Seabra says:

    «Em relação ao episódio da minha colega, o Rui é o máximo, julga-se acima de todos e com o direito de despedir seja quem for que tenha uma opinião diferente da sua.»

    Sugiro que não se precipite, eu até estava a defender a Microsoft. Com a posição que a Patrícia tem, dizer o que disse só fez mau serviço à Microsoft.

    «Lamentável… As pessoas têm opiniões e podem partilha-las livremente.»

    Nem mais, mas quando ditas profissionalmente têm uma responsabilidade acrescida.

  22. Abel Santos says:

    Então Marcos, está a fazer beicinho? Não responde à pergunta que lhe coloquei?

    "Mais grave do que dizer coisas pouco simpáticas é ser hipócrita. No meu ponto de vista, antes um antipático sincero que um simpático hipócrita. Não concorda Marcos?"

    E não reponde porquê? porque não quer mentir ou porque tem medo da própria resposta? O seu silêncio vale tanto como a resposta!

    Quanto ao resto, são pequenos fait divers de quem não tem mais nada a que se agarrar, mas que por outro lado não quer deixar o registo politicamente correcto!

    Talvez esteja na hora do soltar o vitor!

  23. the best says:

    O melhor post sobre a polémica:

    http://blog.karlus.net/archives/2009/03/10/2101

  24. Abel Santos says:

    Nome Próprio: Abel

    Nome de família: Santos

    IP: Veja nos logs (não uso qualquer tipo de sistema para ofuscar  o endereço)

    Se quizer posso enviar em privado a morada ou fotocopia do BI (ainda não tenho CC)

    Claro que para si da-lhe jeito essa do anonimato. Enfim, cada um é como é, agarrando-se à argumentação que lhe dá jeito.

    CONSTRUCTIVA? acho que está habilitado para ajudar na tradução do Gcompris!

    O Marcos tem andado distraído, de que provocação fala? Verá Vexa monstros nos moinhos?

  25. Rui Seabra says:

    "

    Mas o Rui consegue distinguir o que é escrito profissionalmente ou uma opinião pessoal?"

    Absolutamente! Quando se identifica como Public Relations & Corporate Image Manager da Microsoft +e uma utilização profissional.

    "Então explique-me uma coisa: os posts que o Rui faz no blog do software livre é feito profissionalmente ou transmite uma opinião pessoal?"

    Não sou um funcionário da ANSOL, já deve ter ouvido falar de uma coisa que os humanos gostam de fazer, trabalho voluntário. Sabia?

  26. Victor says:

    "Não sou um funcionário da ANSOL, já deve ter ouvido falar de uma coisa que os humanos gostam de fazer, trabalho voluntário. Sabia?"

    Rui não brinque com as palavras, independentemente da condição em que o faz, não representa a Ansol sendo seu Vice Presidente? Insiste em atirar areia para os olhos das pessoas porquê? Ainda não percebeu que do ponto de vista de imagem prejudica-o mais do que ajuda, e por arrasto a instituição que representa.

  27. Rui Seabra says:

    Nós não nos associamos a campanhas políticas anti-governamentais só como forma de atacar o Software Livre, que foi isso que nós focamos no artigo.

    Seja como for, nós não vendemos peixe podre a preço de restaurante de luxo!

    Quem quiser e gostar aparece. Quem quiser e não gostar, faça melhor. Quem não quiser e não gostar, paciência. Há mais.

    O que eu não posso tolerar é ameaças (por mais veladas que sejam).

    Já agora, ó bóbi Victor, surges sempre em salvamento da Microsoft ou do Marcos. Dupla personalidade?

  28. George Orwell says:

    A minha alma passou por cá só para dizer que este blog é o maior pesadelo bloguistico que eu alguma vez poderia ter.

    Quem leu a minha obra prima pode ver aqui o duplipensamento no seu esplendor máximo.

    Depois do meu pesadelo do:

    "Liberdade é escravidão

    Guerra é Paz

    Ignorância é força."

    Aparece-nos o Marcos Santos com o seu:

    Monopólio é escolha

    Lock in é interoperabilidade

    Liberdade é o poder de abdicar dela.

    O conceito é simples, conjugam-se conceitos opostos no mesmo pensamento de forma a eliminar qualquer espírito crítico em relação a esse tema. Temos os termos "Open", "Aberto" e "Livre" associados ao "Proprietário", "Fechado" ou ao "Controlado por uma só parte", uma tentativa de tentar levar as pessoas a acreditar num espírito aberto e de partilha a quem tem o objectivo totalmente oposto.

    A manipulação dos factos a seu favor também é uma constante. Duas semanas a ler comentários e não é difícil ver o autor a usar o argumento do fanatismo ou da arrogância para desacreditar criticas, muitas das vezes legítimas. Mas nada que não se pudesse esperar de alguém que desempenha um cargo que implica dar a cara por uma multinacional com uma postura de aniquilação da concorrência.

    Dou voltas ao túmulo ao ver que parte do pesadelo que descrevi no livro Mil Novecentos e Oitenta e Quatro se tornou realidade. Realidade vasta da qual este blogue faz parte, sendo mesmo um dos exemplos mais descarados apesar de ter uma dimensão pouco significativa num contexto global.

  29. Abel Santos says:

    Rui, vai ter que explicar tintim por tintim para ver se o Marcos Santos não foge aos assuntos, claro que ele percebeu, mas como se diz na minha terra está a fazer-se de sonso (atenção isto não é uma ofensa, é uma expressão que caracteriza uma atitude).

  30. Margarida says:

    A julgar pela intensidade dos insultos e ataques pessoais, este episodio da exposição e discussão publica das gralhas do software linux no magalhes gerou intensa fustração em algumas pessoas, mas pena em todas com genuino interesse no sucesso do projecto.

    Penso tb que os que se perdem no ataque instrumentalizando o odio aos outros como forma de actuarem, perdem a noção do pouco apreço que demonstram por si próprios e pelas suas proprias capacidades em pensarem e fazerem melhor um pouco todos os dias.

    MGo

  31. Abel Santos says:

    A Margarida falou, está falado! É que é mesmo isso, só que ninguém tinha ainda percebido.

    Fez toda esta análise sozinha ou teve a juda de psicólogos e sociólogos? Consegue medir isso das capacidades à distância? Uau!!

    Cara senhora, talvez devesse abrir  os olhos antes de fazer acusações sectárias!

    Nunca viu erros nas traduções de sotfware da MS? Olhe que eu já!!

  32. Victor says:

    "Nunca viu erros nas traduções de sotfware da MS? Olhe que eu já!!"

    Abel não desvalorize, não era um pequeno conjunto de erros ou de gralhas como a que cometeu acima, porque se tivesse sido isso  não tinha gerado esta confusão toda… foi a péssima gestão da própria situação, as desculpas, e o já está, e afinal não estava, enfim, é triste a tentativa constante em atirar  areia para os olhos das pessoas e isso é factual, não vale a pena negar.

  33. Abel Santos says:

    Vou repetir o que já disse algumas vezes.

    O erros na tradução são graves, aliás, muito graves, mais que não fosse por causa do publico alvo.

    Responsaveis: Caixa Mágica em primeira linha e Ministério da Educação como principal responsável. Este não pode delegar a responsabilidade da verificação da qualidade dos produtos que distribui aos seus alunos. Não é o ME responsável pela qualidade dos manuais? Porque não o há-de ser no caso do magalhães.

    A vergonha de critica é outra. Reside no facto dos suspeitos do costume voltarem à estafada técnica FUD. Por causa de um episódio lamentável querem por em causa o modelo.

    Por esta lógica o que dizer dos bugs da "kernel" do W2K e sucessores? Sim vulnerabilidades do século passado.!!!!

  34. Victor says:

    Eu respondo-lhe começando pelo fim:

    "Por esta lógica o que dizer dos bugs da "kernel" do W2K e sucessores? Sim vulnerabilidades do século passado.!!!!"

    Que é assim no Windows como em QUALQUER outro sistema operativo que quiser escolher para comparar, e isso também é factual.

    "Por causa de um episódio lamentável querem por em causa o modelo."

    Como disse várias vezes, isto não é em si um problema do modelo, e sim de QA da Caixa Mágica, à Caixa Mágica sempre lhe interessou que parecesse um ataque ao sl e ao modelo porque a defesa sairia mais forte e envolveriam quem não teve nada a ver com o assunto, isto é, quem como eles vive no mundo do sl (ou simpatizantes) mas que não recebeu nada pelo contrato com o ME… é subtil não é?

  35. Alexandre L says:

    "O erros na tradução são graves, aliás, muito graves, mais que não fosse por causa do publico alvo" @abel

    qualquer que seja o software, não evita a  necessidade de teste/verificação de qualidade e validação do que se está a planear distribuir numa qq organização, por parte dos seus responsáveis (Neste caso responsáveis no Ministério da Educação).

    "Por causa de um episódio lamentável querem por em causa o modelo." @abel

    e então ? não é isso que se faz todos os dias questionando outros modelos com base nos episódos lamentáveis de outras empresas ?

    se a resposta dada pela caixa mágica escusando-se a assumir todas as responsabilidades no primeiro momento, leva a questionar "este Modelo de comercialização e desenvolvimento de software" (não "O Modelo") que gerou estes problemas, paciência ….. é o preço de ter um modelo com empresas com objectivo do lucro, a empacotar, capitalizar e monetizar o que outros fizeram livremente e gratuitamente … é o preço de ter Ministérios a confiar em empresas para controlo de qualidade (teria sido melhor utilizarem outro modelo ? e.g. Alinex e universidade pública ? estas questões devem ser feitas …. e respondidas)

  36. Abel Santos says:

    Sim é subtil. Não me diga que não sabia que os aliados se "defendiam"

    "Como disse várias vezes, isto não é em si um problema do modelo"

    Mas houve quem o fizesse e pessoas ligadas à MS, mas como diz o povo quem tem telhados de vidro……

    Acho lamentável que alguém que se identifica com um cargo numa empresas faça acusações torpes e oportunistas. Mas as afirmações ficam com quem as profere. No entanto, não devemos esquecer que essa afirmações,  vão cair, mais tarde ou mais cedo, no colo, senão na cabeça…..

  37. RiTo says:

    @abel

    acusações falsas ? ameaças ?  vitimas indefesas (crianças) ?

    isto nos estados unidos ou num qualquer estado de direito já dava processo no tribunal com direito a uma boa indemnização.

  38. Victor says:

    "Não me diga que não sabia que os aliados se "defendiam""

    Então não se queixe com a associação ao modelo, quando quem a fez foi quem se quis defender com ele, haja coerência… mas como lhe disse para mim foi um problema da CM já que foi contratada para fazer aquele trabalho e não o "mundo do SL"… era simples não tinham incluido o GCompris nesta distribuição…

    "Mas houve quem o fizesse e pessoas ligadas à MS, mas como diz o povo quem tem telhados de vidro……"

    Oh Abel, deixe lá de mandar bocas e deixar no ar essa suspeição e concretize homem, diga lá quem foi, e onde está dito ou escrito por favor, para vermos quem são afinal os oportunistas.

  39. Helio says:

    a Margarida coloca as coisas no contexto certo, o problema não está na critica, ou em quem faz a critica, mas mais na dificuldade em quem genuinamente é criticado por ter sido negligente, acreditar ter capacidade para poder fazer melhor no futuro (independentemente do que os que por sistema ou problema mental nada fazem a não ser dizer mal … Portugal está cheio de gente que por sistema se alimenta dos problemas).

  40. Abel Santos says:

    "Pobres crianças com Magalhães em Linux. Talvez não tenham jogado muito …"

    Isto diz-lhe alguma coisa?

  41. Victor says:

    "Pobres crianças com Magalhães em Linux. Talvez não tenham jogado muito …"

    Não sei em que contexto foi dito, mas parece mais uma brincadeira, seguramente menos ofensiva do que muitos dos comentários públicos do Paulo Trezentos em relação à Microsoft e às suas pessoas, e a muitos assisti eu, ninguém me contou… mas a esses provavelmente o Abel seria dos que acharia muita piada…

  42. Abel Santos says:

    Claro, claro, as afirmações que nos interessam são brincadeiras, as dos outros são graves ofensas. Está tudo dito.

    Já assisti a brincadeiras bem engraças dos Paulo Trezentos com a MS, nomeadamente a da cadeira, mas enfim …

    O que conta é a nossa consciência. E essa só é grave quando nos tira a sono, tornando-se dramática quando nem com ajudas leves se consegue dormir.

    Ora, como admito que não seja o caso, está tudo bem ……………

Comments are closed.

Skip to main content