Esther Olatunde


[View:https://www.youtube.com/watch?v=cuyo4HUusfQ:0:0]Esta jovem nascida em Ajegunle tornou-se uma desenvolvedora de software com a ajuda de um programa YouthSpark da Microsoft 

Crescendo como uma menina tímida com baixa auto-estima em um das mais notórias

favelas nos subúrbios de Lagos, Nigéria, Esther Olatunde poderia facilmente ter-se tornado uma meliante (popularmente conhecida como "agbero") ou até mesmo uma prostituta.

Como jovem carente vivendo numa comunidade desvantajada tal como Ajegunle, em um país onde dezenas de milhares de estudantes se formam a partir de instituições de ensino superior cada ano com apenas cerca de 10% destes obtendo emprego, por vezes vários anos após a graduação, Esther como a maioria dos jovens desempregados na Nigéria poderia ter-se envolvido em actividades criminosas tais como o cibercrime.

Em vez disso, ela procurou bons modelos para a ajudar a obter mais significado da vida.

Embora Esther soubesse como usar um computador anteriormente, foi introduzida a várias oportunidades que abundam para além de fraudes e crimes cibernéticos na Internet. Através do programa YouthSpark da Microsoft designado Ajegunle.org na Paradigm Initiative Nigeria (PIN), uma empresa social que coloca jovens Nigerianos em contacto com oportunidades associadas com TIC, Esther tornou-se extremamente eficiente e produtiva com computadores.

Ajegunle.org é um programa de formação intensivo de cinco semanas que treina e habilita jovens com tecnologia de informação e comunicação, empreendedorismo e perícias para a vida e demonstra o esforço concertado e compromisso da Microsoft em abordar a divisão de oportunidades emergentes entre os jovens na Nigéria.

Com o objectivo de criar novas oportunidades para milhões de jovens e os capacitar para mudar o seu mundo, o exemplo da Esther demonstra o enorme impacto que o programa YouthSpark da Microsoft através da Ajegunle.org teve sobre os participantes, suas famílias e suas comunidades.

"Ajegunle.org deu-me uma vantagem e também me colocou em uma plataforma para me tornar quem eu sou hoje", disse Esther. "Eu adoro trabalhar com computadores, isso é o que me desafia… e eu recebi uma oferta que me deu a oportunidade de me desenvolver mais e me tornar uma desenvolvedora de software."

Esther aderiu ao programa YouthSpark da Microsoft em Março de 2008, após a conclusão do seu ensino secundário em Julho de 2007. Após a conclusão do programa, Esther ampliou o conhecimento que tinha adquirido a seis outros jovens – dois dos quais eram seus irmãos – que era um critério para se tornar uma participante no programa de formação.

"É realmente uma capacitação para mim e também para as pessoas em quem pensei," explicou Esther.

Os seus esforços foram igualmente recompensados. Esther concluiu com êxito um programa de estágio de quatro meses com o departamento de Comércio & Investimento do Reino Unido (UKTI) no Vice Alto Comissariado do Reino Unido em Lagos.

Agora uma desenvolvedora de software em tempo integral, Esther pretende estudar para um grau de bacharel em Ciência de Informática, um sonho que ela diz ter sido inspirado pela formação da Ajegunle.org.

"Microsoft e Ajegunle.org mudaram a minha vida", disse ela.

 


Comments (0)

Skip to main content