5 iniciantes Africanos que asseguraram subsídios de inovação da Microsoft 4Afrika


Por Amrote Abdella, Director – Contratação & Parcerias com Iniciantes: Iniciativa 4Afrika Microsoft

Sempre que nos deparamos com um empresário tentando iniciar um negócio em África, o nosso primeiro conselho é este: Desenvolve soluções relevantes para a África. Na Microsoft, estamos sempre a trabalhar para identificar nos envolver-mos com iniciantes promissores – iniciantes que não só têm ideias ardentes, mas que foram para além dessas ideias e desenvolveram soluções inovadoras aqui na África.

Como podem ter ouvido falar, como parte de nossa iniciativa 4Afrika Initiative, anunciamos a concessão de subvenções de inovação a cinco iniciantes locais que estão fazendo exactamente isso. Através da nossas parcerias com 88mph, HiveColab, CC’Hub e outras comunidades de desenvolvedores, descobrimos Africa 118, Kytabu, access.mobile, Gamsole e Save & Buy – empresas iniciantes que já estão a fazer ondas em toda a África. Se bem que nós estamos sempre vigilantes para apoiar a inovação inovadora, e impulsionar a competitividade a longo prazo da economia de África, até nós sentimos humildade perante quão verdadeiramente brilhante essa inovação pode ser. Aqui estão as suas histórias.

Africa 118 – Quénia

 O pai de Ezana Raswork tinha alguns novos cachorros que queria vacinar. Mas não conseguiu encontrar informações de contacto de um veterinário local que fizesse chamadas a casa. Foi quando Ezana, que estava a trabalhar nas Páginas Amarelas no Canadá, decidiu trabalhar em uma ideia comercial que simplificaria aos consumidores móveis de encontrar serviços em África.

“Descobri que 85% dos Quenianos sentiam frustração tentando encontrar informação local pelo menos uma vez por semana", diz Ezana. "Este problema parecia ser de fácil resolução, por isso desenvolvemos Africa 118. Aqui, trabalhamos para estabelecer a melhor, mais actualizada e precisa base de dados, onde os utentes podem ter acesso em tempo real aos serviços de que necessitam.”

Para usar Africa 118, os utentes chamam um agente em um dos parceiros móveis relevantes, que em seguida envia uma SMS de volta ao autor da chamada com as informações de contacto que pretendem. E uma pesquisa como esta custa apenas 20 xelins Quenianos.

“Tornamo-nos peritos em identificar os melhores serviços, recebendo as informações correctas à primeira vez e garantindo que não existem duplicações. Os sítios da Web muitas vezes têm informações imprecisas, por isso é a nossa função de nos envolvermos e contactar as empresas locais, para estarmos certos de fornecer informações mais actualizadas. E temos orgulho em afirmar que obtemos de oito a nove em cada 10 como taxa de satisfação. Os nossos utentes regressam e chegam a usar o serviço até 10 vezes por mês.”

Daqui para frente, Africa 118 espera disponibilizar os seus serviços em uma variedade mais ampla de plataformas. "Estamos excitados sobre o nosso futuro com a Microsoft, que estão a auxiliar-nos a desenvolver uma plataforma em linha e aplicativos para o nosso serviço. A nossa visão é de fornecer aos utentes acesso a uma base de dados precisos através de qualquer plataforma que eles preferem – seja através de uma SMS ou um aplicativo.”

Kytabu – Quénia

O pai de Tonee Ndungu sempre esteve envolvido em educação Africana. Em 2007, iniciou uma creche para a sua comunidade local, oferecendo salas de aula, refeições, professores e uniformes – tudo a seu próprio investimento. Mas encontrou um problema quando se considerou o custo incrivelmente alto dos livros escolares. Então, um dia, em 2012, enquanto bebia uma taça de chá com seu filho, nasceu Kytabu.

“Kytabu é um sistema de criptografia e subscrição de livro escolar", explica Tonee "Os utentes podem alugar um livro escolar completo, ou selecções do livro, por qualquer período de tempo – de uma hora a um ano – usando uma plataforma monetária móvel.”

Para usar Kytabu, um utente compra o serviço e recebe um cartão de memória pré-carregado com todos os livros do currículo da educação Queniana. Também recebem um cartão SIM que permite que o aplicativo seja actualizado através de dados celulares. O aplicativo é executado em uma tablete Windows ou a partir de um "dongle" para computadores de secretária com Windows 8, onde os utentes podem desfrutar de livros didácticos, livros de áudio, jogos de aprendizagem, salas de aula virtuais, testes e exames anteriores, bem como uma loja de aplicativos.

O custo de cada livro é subsidiado em até 20% uma vez digitalizado. O conceito de aluguer permite alugar uma página que custa tão pouco como seis cêntimos Quenianos por dia. Isto resolve o desafio de acesso, economia e custo – traduzindo-se numa poupança global de 60%.”

O objectivo da Kytabu é para o mundo em desenvolvimento ter acesso universal ao material de estudo pertinente. "Existem três principais desafios a este fim", explica Tonee. "Infra-estrutura, implicações de custos e ciclos de vida de livros didácticos. Através de um micro SD para armazenamento, um "dongle" ou tablete como um dispositivo de função, um cartão SIM como um portal de comunicação, e aluguer de conteúdo em micro pagamentos, esperamos acelerar essa mudança na próxima década.”

access.mobile – Uganda

 Kaakpema ‘KP’ Yelpaala vivia na África Oriental há cinco anos, quando ele se tornou ciente do crescimento celular e as oportunidades que este oferecia. Também observou um sector próspero e crescente de PMEs – mas poucas empresas prestavam atenção a estas. Então, colocou esta oportunidade e este desafio juntos e criou access.mobile.

“access.mobile fornece soluções de tecnologia móvel de alta qualidade e personalizada para uma ampla gama de empresas", explica KP. "Estamos a auxiliar as empresas – grandes e pequenas e em vários sectores – a adoptar e integrar tecnologia digitalizando as suas operações. A nossa tecnologia impulsiona eficiência, fornece informação chave comercial e auxilia as empresas a serem mais rentáveis. Não estamos apenas a estabelecer tecnologia. Estamos a fornecer soluções relevantes que abordam desejos e necessidades – e finalmente criam valor.”

O que é interessante é que access.mobile tem uma história diferente da maioria das iniciantes de tecnologia. Não nasceu de um plano comercial. Nasceu, em parte, de um encontro com um exportador de café no Ruanda rural.

“Eu estava a falar com um exportador de café e vi que o seu processo de trabalho com agricultores era todo baseado em papel e dinheiro. Tentei imaginar como poderia digitalizar o seu processo. Então fornecemos-lhe um aplicativo móvel que acompanhou as suas transacções e lhe forneceu informação sobre o seu fluxo e estoque. E access.mobile cresceu a partir daí. Hoje temos uma taxa de satisfação do cliente de 90%, e isso é de pessoas que anteriormente tinham somente usado Microsoft Excel, na melhor das hipóteses.”

No núcleo deste negócio temos interesse em PMEs e acesso a tecnologia, o que levou a uma grande sinergia com a Microsoft. "Existem interesses e prioridades mútuas entre 4Afrika e access.mobile. Microsoft tem-nos auxiliado a adicionar aos nossos pequenos sucessos na África Oriental e a pensar em aumentar a escala a toda a África. Estão a proporcionar-nos acesso a pessoas-chave que nos estão a auxiliar a seguir uma visão Africana mais ampla.”

Gamsole – Nigéria

Abiola Olaniran era um estudante de ciência de informática e matemática, com paixão para o espaço móvel em África. Depois de notar que a maioria das pessoas usam os seus aparelhos para jogos, começou Gamsole – uma empresa de produção jogos móveis. 11 semanas após o seu lançamento, Gamsole tinha mais de 1 000 000 de descargas de jogos. Adiante mais cinco anos e Abiola é o mais bem pago desenvolvedor de jogos Windows da Nigéria.

“O desejo humano de entretenimento é eterno, e isso é o que nós esperamos satisfazer na Gamsole", diz o CEO da Gamsole Abiola. "Numa base diária, milhões de pessoas estão a sofrer de pequenos momentos aborrecidos: a longa fila no supermercado, o tráfego, um voo de 13 horas. Além de fornecer o factor entretenimento para cenários como estes, jogos para celulares também servem como uma óptima ferramenta para a educação.”

O segredo por trás do sucesso de Gamsole é simples: Escutam a sua audiência. "Além do facto de que fazemos jogos casuais de qualidade, damos ouvidos às exigências dos nossos utentes. Por exemplo, de vez em quando recebemos pedidos dos nossos fãs do Facebook para jogos que gostariam que nós criássemos. Algumas dessas pessoas usavam telefones iOS ou Android antes de mudarem para um Telefone Windows, e estão agora à procura de jogos semelhantes no seu novo dispositivo”.

Embora tendo atingido o pico precocemente, Abiola só tem planos para sustentar o seu impulso. "Gamsole está operando com a plataforma móvel do Mundo de crescimento mais rápido. E esperamos acompanhar esse crescimento.”

Save & Buy – Nigéria

Aconteceu num dia de trabalho quando Hugo Obi estava a falar com os seus colegas numa empresa de jogos na Nigéria. Todos eles tinham coisas que queriam comprar, mas simplesmente não podiam permitir-se – em grande parte devido à falta de acesso a fundos. Então, imagine uma empresa que o ajuda a economizar para as obter?

“Save & Buy consiste em o auxiliar a criar um plano de poupança para produtos específicos que deseja comprar em linha", explica Toni Osibodu, co-fundador e parceiro de negócios do Hugo. "Então, enquanto está a comprar em linha, faz clique no botão Save & Buy (Poupar & Comprar) e inicia um plano de poupança. Você selecciona a sua duração, paga um pequeno depósito e recebe avisos de quando deve depositar dinheiro na sua conta de Save & Buy. Uma vez que tenha pago o valor total, o revendedor envia-lhe o produto”.

Save & Buy só foi fundada em Julho de 2013, mas sob o seu CEO, Hugo, já fizeram um enorme progresso. "Estamos a considerar a implementação de novas funcionalidades, tais como a poupança para produtos virtuais tais como aniversários ou férias. Parte destas incluirá um recurso de poupança em grupo, para que amigos e familiares possam trabalhar para um objectivo comum. Microsoft está a auxiliar-nos proporcionando-nos acesso a servidores de classe mundial, de modo que temos uma plataforma estável e confiável para o aumento do tráfego.”

Save & Buy estão bem posicionados e definitivamente vale a pena tomar atenção ao seu crescimento. "As coisas estão a movimentar-se rapidamente para nós. Tivemos a sorte de ter feito as ligações certas rapidamente. Temos grandes planos de expansão e ambições, e esperamos estar em pelo menos três países Africanos nos próximos três anos.”

________________________________________

É claro que o futuro é brilhante para estes cinco iniciantes Africanos. Nós, na Microsoft, sentimo-nos orgulhosos e privilegiados por fazer parte da sua viagem. O programa de subvenção de inovação 4Afrika fornecerá a cada iniciante apoio financeiro, apoio técnico e orientação. Estamos ansiosos para vê-los inspirar e influenciar desenvolvedores e empreendedores futuros em África, para que, juntos, possamos transformar a África no competidor global que está destinada a ser.

Comments (0)

Skip to main content