Daniel Mauser's Blog

Troubleshooting and solving problems

Azure: Devo usar o Datacenter do Brasil, nos EUA, Europa ou Ásia!?

Introdução

Recentemente trabalhamos (Daniel Pires e eu) em um incidente de suporte relacionado a lentidão durante a transferência de arquivos (via SMB) em que o problema era causado em virtude da latência entre a rede On-Premises do cliente (RJ) e o Datacenter do Azure localizado na costa Oeste dos Estados Unidos.

Conversando com o parceiro que implementou a solução no cliente final, ficamos sabendo que havia uma orientação, não oficial da Microsoft, de não utilizar o Datacenter do Azure no Brasil. Por favor, isso não é verdade! Se o produto a ser consumido estiver disponível no Brasil, o melhor é sempre utilizar o Datacenter mais próximo, ou seja, para quem está no Brasil o Datacenter da Região Sul do Brasil.

Como identificar se o produto que necessito está disponível no Datacenter do Brasil?

Todos os produtos disponíveis por região estão documentados no link abaixo:

Produtos disponíveis por região
https://azure.microsoft.com/pt-br/regions/services/

Mais detalhes …

Pode ser trivial ou até mesmo você já saiba disso, mas uma das ferramentas disponíveis para ajudar a identificar a latência entre a sua empresa e o Microsoft Azure (seus Datacenters na verdade) é o site www.azurespeed.com.


Abaixo, um exemplo onde fica bem evidenciado a diferença da latência entre o Datacenter do Brasil e dois Datacenters localizados no USA:


Tivemos algum ganho após criarmos o mesmo ambiente no Datacenter do Brasil?

Sim! Muito! Iniciamos o atendimento com uma latência de aproximadamente 200 ms e terminamos com uma de aproximadamente 20 ms :


Conclusão:

Muito cuidado com indicações não oriundas do fabricante. Aqui vimos um exemplo claro onde na verdade o problema era um efeito colateral (alta latência) de uma indicação errada a qual determinou diretamente a criação dos recursos (VMs, Storage, etc … ) em um Datacenter nos USA ao invés de utilizar o nosso moderno, seguro e belo Datacenter no Brasil.